3 razões para você terceirizar o jurídico do seu negócio

Tempo de leitura: 3 minutos

Começar um negócio não é, e nunca será, uma tarefa fácil. A expectativa de ter uma empresa que poderá crescer repentinamente deixa grande parte dos empreendedores apreensivos e, consequentemente, dispersos para os mais variados assuntos.

Nesse clima de “perda do controle”, terceirizar, ou seja, contratar o serviço de assessoria jurídica de um escritório de advocacia tende a ser uma das soluções mais viáveis ao empreendedor na hora de decidir como vai tocar as questões jurídicas da sua empresa.

Terceirizar o jurídico é uma decisão válida para qualquer tipo de empresa. Para PMEs, a terceirização de serviços proporciona um caminho bem sucedido para desempenhar os negócios dentro de um determinado orçamento. Para grandes companhias, terceirização permite uma drástica redução de custos. Além disso, a terceirização de atividades jurídicas pode permitir à companhia explorar novos mercados e áreas que não seriam alcançadas sem a participação de “prestadores especializados”.

Para ajudar nessa decisão importante, listamos aqui neste artigo 3 razões para você pensar em terceirizar o jurídico da sua empresa, tendo em vista a extrema importância dessa área para o bom desenvolvimento de seu negócio:

1 – Livre escolha de quem trabalhará para você

A partir da terceirização a empresa tem a possibilidade de escolher o melhor escritório do mercado para representá-la. Isso faz com que consiga a solução de seus problemas de uma forma muito mais efetiva e menos custosa.

No entanto,  devido a grande quantidade opções do mercado, é sempre importante ficar atento aos cuidados na hora de escolher uma assessoria jurídica para sua empresa.

2 – Custos

Ao contratar uma assessoria jurídica, a economia realizada com fatores como folha de pagamento, material, gestão de pessoal, ambiente de trabalho, entre outros, resulta numa economia de um montante suficiente para investir em outras áreas do seu próprio negócio. Isso, ao longo do tempo, pode fazer com que a empresa se desenvolva de forma mais saudável.

Deve-se considerar também os custos de uma eventual demanda jurídica. Como falamos em outro post, os custos da prevenção se tornam com o tempo muito inferiores ao custo que você pode ter com um processo já em curso.

3 – Do foco no objetivo da empresa

Muitas empresas sem os devidos cuidados acabam afundando em grandes problemas jurídicos. E para conseguir sair de tais problemas, as mesmas acabam desvirtuando a atenção de seu objetivo final do negócio e se voltam quase que totalmente para seus problemas jurídicos. Assim, terceirizar o jurídico serve como um ponto de apoio do empresário, que poderá, sem maiores preocupações, manter o foco em sua atividade principal.


A cada dia, torna-se mais comum escritórios de advocacia integrados ao dia a dia dos negócios de empresas e não são mais vistas com a simples função de apoio esporádico e pontual aos negócios. Com essa integração, os advogados internos das companhias ganham um importante conhecimento advindo dos escritórios terceirizados.

Esse relacionamento entre advogados internos e advogados terceirizados, em geral, tem contribuído de forma efetiva e agregado valor as empresas que optam pela terceirização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *