Gerenciador Jurídico: 5 dicas para escolher o melhor

Tempo de leitura: 6 minutos

Este artigo foi escrito especialmente para o Parceiro Legal pela equipe do SAJ ADV.

Ao tomar a decisão de se inserir no meio jurídico, o profissional ligado a fóruns e processo passa a se encontrar em um campo tido como saturado. O dia a dia no escritório exige uma dedicação constante, para que os processos não se acumulem, os prazos não sejam perdidos, os clientes fiquem satisfeitos, entre outros assuntos relacionados ao meio judiciário. O grande problema, porém, é que com essa quantidade de tarefas é comum algumas saiam do controle.

Com as tecnologias de hoje em constante avanço, o homem voltou o seu olhar para o desenvolvimento de ferramentas que pudessem atender suas necessidades, e o controle da empresa é uma tarefa que há tempos vem se mostrando árdua foi um dos tópicos que receberam importância. A criação de software voltados para o judiciário ganhou destaque, e hoje o mercado se encontra cheio deles.

Possuir um gerenciador jurídico para gestão integrada especialmente desenvolvido para escritórios de advocacia, faz toda a diferença no serviço oferecido pela sua empresa. Se o volume de processos do seu escritório está se tornando maior do que o aquilo que você pode controlar, se você preza pela qualidade no atendimento ao cliente, se sua equipe não está dando conta da demanda…são nesses momentos que gerenciador entra como uma solução para a gestão dos escritórios de advocacia e departamentos jurídicos, pois permite o gerenciamento das principais rotinas dessa área.

Agora que se tornou evidente as vantagens da aquisição de um software de gestão de processos judiciais, chegou a hora de escolher entre as alternativas oferecidas no mercado. Você irá encontrar várias opções, cada uma delas com vantagens, mas nem todas irão uni-las em um produto só.   

Faça algumas pesquisas, compare o desempenho e se atente aos diferenciais. Além de facilitar a sua rotina, o software precisa te proporcionar ferramentas para elevar a qualidade do seu serviço e te ajudar a conquistar cada vez mais clientes -em uma área tão competitiva quanto a essa, diferenciais são fundamentais-. Somado a tudo isso, aqui está uma lista de dicas que fará toda diferença na sua escolha.

1.Garanta que você irá se livrar das planilhas  

Muitos escritórios optam por realizar o controle de processos judiciais através de planilhas no Google Drive ou no Excel. O problema é que a organização dessas informações de maneira tabular poder gerar mais complexidade do que facilidade na execução das obrigações.  

Além de possuir uma margem para erros muito grande -alguém pode acidentalmente apagar algum dado importante-, essas informações não estão seguras, podem ser facilmente acessadas, e estão sujeitas a serem extraviadas.  

Um programa jurídico consegue lidar muito bem com um grande volume de dados, além de proporcionar maior agilidade e eficiência. O sistema apresenta também uma garantia da segurança da informação, já que possui um campo de dados protegido que só é acessado por pessoas autorizadas.  

2. Busque sistemas que auxiliam na automatização e otimização  

Ainda sobre documentos, mesmo que agora estejamos livres de planilhas, muitas horas são perdidas. Sistemas que possuem modelos de documentos pré-editados garantem a otimização do tempo gasto com a digitalização, formatação, revisão, e armazenamento desses.

As ferramentas digitais permitem que as informações sejam lançadas na nuvem digital de forma simples e rápida, e além disso possibilita um acesso imediato, aos funcionários da empresa, de qualquer lugar. A informação passa a ser compartilhada e recebe atualizações em tempo real. Com o software é possível acessar seus documentos do escritório, de casa, e até mesmo de outra cidade -basta que se tenha acesso a internet-.  

3. Reconheça a necessidade de uma agenda com sistema de alertas

Com todas as informações centralizadas em uma nuvem torna-se mais fácil o gerenciamento das atividades do escritório, mas ainda existe um ponto passível a erros que promove grande preocupação entre os advogados: os prazos. Isso ocorre porque competitividade do mercado faz com que empresas operem no estado de limite, dessa forma é comum que pequenos detalhes como datas sejam confundidos.

O dia de pagamento de uma taxa, fornecedor, tributo ou empréstimo pode gerar multas e juros altíssimos com os quais o caixa terá que lidar. Pensando nisso, junto ao software jurídico web costuma estar acoplado um sistema de alertas que pode evitar que os prazos sejam perdidos por descuido -já que transmite avisos para as datas destacadas-, e o advogado ainda é alertado quanto aos seus processos, audiências, entre outros. Existe inclusive a possibilidade de consulta da agenda de todos os colaboradores, tornando a integração ainda mais real e concreta.

O acesso descomplicado e os alertas simplificam a gestão e aprimoram, em disparate, o fluxo de trabalho.

4. Busque por uma gestão financeira integrada

A administração das finanças de uma empresa é uma tarefa difícil, e nos escritórios de advocacia é muito comum que essa seja encarregada a um advogado. O problema é que nem todos os advogados contam com uma boa base econômica e administrativa para a realização dessa função. Otimizar essa atividade através de meios digitais é a forma mais eficiente de poupar tempo e diminuir a margem de erro. Afazeres como controle de honorários e despesas, organizar o fluxo de caixa, emitir faturas e outros se tornam muito mais simples.

Dessa forma você garante que a realização da gestão de finanças não tenha duração expansiva, e com o tempo poupado é possível investir no que realmente importa.

5. Entenda que a gestão do seu escritório vai além de um sistema

Para estar no topo é preciso que se tenha em mente que essa conquista não é feita sem ajuda. O sucesso não vem de uma só pessoa, não se lida tudo sozinho e um apoio é sempre bem-vindo no meio empresarial. Recorrer a uma assessoria jurídica pode garantir um diferencial no crescimento do seu escritório, e isso se interliga diretamente ao gerenciamento.  

Nesse campo o  FCM Advogados é especializado para startups e pequenas empresas.

Com o objetivo de garantir uma segurança jurídica e a satisfação aos seus clientes muito se investe na realização de um serviço qualificado, efetivo e personalizado.  

Tal medida se mostrar uma grande vantagem, afinal de contas, trata-se de um serviço desenvolvido para atender necessidades reais de um público muito específico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *