Dicas FCMLAW para sua empresa vencer os obstáculos iniciais e se desenvolver

Tempo de leitura: 2 minutos

Todos sabem que um dos principais desafios de uma startup é superar os obstáculos iniciais e se firmar no mercado.

Diante dessa premissa, nós, do Faria, Cendão & Maia Advogados, buscamos auxiliar as startups no enfrentamento às situações que colocam o negócio em risco.

Como exemplo, criamos o “Canvas Jurídico”, uma ferramenta para ajudar os empreendedores a organizarem os aspectos jurídicos que envolvem a criação e manutenção de uma startup.

Sendo assim, no intuito de complementar a ferramenta supracitada e contribuir para a análise dos principais riscos que colocam o sucesso do negócio sob ameaça, elaboramos uma lista com doze das principais dificuldades enfrentadas por uma startup, principalmente em fase inicial.

O objetivo é identificar as circunstâncias mais sensíveis do projeto e, junto do “Canvas Jurídico”, traçar a estratégia mais eficaz para encontrar um ponto de equilíbrio para manutenção e desenvolvimento do negócio.

Veja abaixo a lista que preparamos de dificuldades enfrentadas pelas startups:

1- Capital inicial para investir na ideia;

2- Conquista dos primeiros clientes;

3- Não dedicação full-time;

4- Montar uma equipe;

5- Falta de conhecimento de administração de empresas em geral (marketing, finanças, contratos, etc.);

6- Falta de conhecimento/dados de mercado e dos potenciais competidores;

7- Falta de conhecimento técnico na área de atuação;

8- Falta de convivência com outros empreendedores para troca de experiências;

9- Ausência de proteção jurídica de seus ativos intelectuais;

10- Não saber como formalizar bons contratos com parceiros e prestadores de serviços;

11- Não saber como evitar riscos trabalhistas;

12- Falta de experiência em negociações com investidores.

Dito isso, a nossa dica é: reúna-se com seu(s) sócio(os) e faça um raio-x fidedigno dos principais obstáculos que impedem sua startup de se desenvolver. Coloque tudo no papel e preencha o “Canvas Jurídico”.

Concomitantemente, trace estratégias para emergir o negócio das situações de risco e, se for preciso, faça um acordo de sócios prevendo as condições estabelecidas e as principais tarefas que cada um terá que desempenhar para colocar a startup nos trilhos, rumo ao sucesso.

Mas lembre-se: o apoio de um advogado especializado é fundamental para a eficácia de todas as etapas do processo.

É ele quem irá viabilizar juridicamente os caminhos elencados para o desenvolvimento do negócio, de maneira a evitar que a startup saia de um problema e caia em outro.

Gostou da nossa dica? Deixe seu comentário!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *